União das Freguesias de Setúbal regulariza situação de trabalhadores com vínculo precário

Treze trabalhadores da União das Freguesias de Setúbal assinaram contrato de trabalho em funções públicas, por tempo indeterminado, em vigor a partir de 01 de julho de 2018, pondo termo aos vínculos laborais precários que assumiram até à data.

A integração dos trabalhadores foi relizada ao abrigo do Programa de Regularização Extraordinária de Vínculos Precários da Administração Pública (PREVPAP), que tem como objetivo a eliminação progressiva do recurso a trabalho precário no setor público para colmatar necessidades de longa duração, essenciais para o funcionamento de diferentes serviços.

Os treze trabalhadores integrados na Junta de Freguesia desempenham funções que correspondem a necessidades permanentes na União das Freguesias de Setúbal, alguns deles há vários anos, sendo que agora têm a oportunidade de assumir um emprego estável e com direitos.

Na carreira e categoria de técnico superior foram integradas duas pessoas, uma com funções ligadas à comunidade educativa e promoção do património e desenvolvimento local e outra com funções na área da comunicação e apoio de assessoria de imprensa.

Com a concretização deste programa foram também admitidos cinco trabalhadores na carreira e categoria de assistente técnico, desempenhando funções de promoção de ações culturais e recreativas, acompanhamento do Movimento Associativo, de apoio administrativo ao Setor Operacional e levantamento de anomalias para reparação em espaço público, assim como de atendimento ao público e trabalho administrativo.

A União das Freguesias de Setúbal regularizou ainda a situação de seis assistentes operacionais, quatro que asseguram a limpeza e conservação das instalações da Junta de Freguesia e espaços públicos da sua competência e dois que apoiam a organização de atividades de animação sociocultural desenvolvidas pelo Centro Comunitário.

Ir para Início